13 de dezembro de 2013

Revista científica Mais Dados

A revista científica Mais Dados deve ser a primeira no Brasil dedicada aos jogos de RPG. Ela está aceitando o envio de artigos científicos para a publicação de seu primeiro número. E além do jogo narrativo, a revista abordará outros tipos de jogos.

Se você é aluno de graduação ou pós-graduação (especialização, mestrado, doutorado, pós-doutorado), experimente a escrita de um texto, fale com um professor/professora para lhe ajudar caso você sinta necessidade.

[atualização] Novo prazo é 01/04/2014. [atualização]

Endereço da revista:
http://www.narrativadaimaginacao.com/p/revista-mais-dados.html

Gilson

18 de janeiro de 2013

Mercenários de Espada e Magia / Sistema Pé na Porta


Versão pública do jogo Mercenários de Espada e Magia, depois de vários testes feitos em eventos. O jogo usa o sistema Pé na Porta, que basicamente é assim: role dois dados, compare os resultados, maior valor vence. O combate segue a mesma linha, sendo bastante rápido e ágil. Atualizado em 01/12/2013.

Os endereços são o sistema em PDF, a ficha em PDF:

https://dl.dropbox.com/u/81391216/rpg/RPG_Mercenarios_de_Espada_e_Magia.pdf

https://dl.dropbox.com/u/81391216/rpg/RPG_Mercenarios_de_Espada_e_Magia-ficha.pdf

A página no Facebook com atualizações de informações:
facebook.com/mercenariosdeespadaemagia

Outras postagens sobre o jogo no portal RPG Pará:
rpgpara.com/category/jogos/mercenarios-de-espada-e-magia

Sistema em formato editável:
https://dl.dropbox.com/u/81391216/rpg/RPG_Mercenarios_de_Espada_e_Magia.doc

Gilson

13 de janeiro de 2013

Jogos na França - alguns lugares


scriiipt.com

ffjdr.org (Federação Francesa do Jogo de Representação, JDR)

legrog.org (local colossal de informações, boas resenhas dos jogos, catalogação imensa)

rolistes.org

cerbere.org

scenariotheque.org (aventuras, personagens, fichas - resenha aqui)

ombresdesteren.blogspot.com (cenário)

shadowsofesteren.blogspot.fr (cenário, versão em inglês)

esteren.org (cenário)

ajdr.org

jdrp.fr

labibledumeneurdejeu.com

scoop.it/t/jeux-de-role (agregador de vários sítios digitais franceses)

scoop.it/t/jdr-francophone (agregador de sítios digitais de francófonos, falantes da língua francesa)

2 de dezembro de 2012

Sistema Pé na Porta



Sistema 'Pé na Porta', que será usado no jogo Mercenários de Espada e Magia:

1. O jogador mesmo rola dois dados, um dele e outro do PDN (personagem do narrador): maior valor vence.

2. Se o jogador vencer, soma o dano da arma ao dado. Se conseguir ultrapassar o valor já definido nas regras de combate, mata o PDN. Se não conseguir, o fere. Para combates mais longos e justos, os PDNs têm pontos de vida.

3. Se o PDN venceu a rolagem feita pelo próprio jogador (seu dado teve maior resultado), ele fere o PJ (personagem do jogador).

4. Diferentes treinamentos dos PJs e PDNs mais ou menos perigosos: dados diferentes.

O sistema tem sido testado em vários eventos e assim que eu testar mais e terminar o texto com as regras, disponibilizo em PDF para mais testes.

Gilson


20 de agosto de 2012

Mais RPG em eventos acadêmicos sobre educação


Depois de um longo período sem postar algo, volto aqui sobre minha saga com o RPG e educação, a bandeira que resolvi carregar para onde vou, seja no Brasil ou outras terras de além mar.

Minhas novidades são a defesa da minha pesquisa do mestrado dia 31 de maio, mas ainda não tive tempo de parar para disponibilizá-la em PDF, e minha apresentação em eventos acadêmicos abordando o RPG e educação. No evento da ANPAE - Associação Nacional de Política e Administração da Educação, na UFOPA, apresentarei pôster e comunicação oral sobre dois temas diferentes abordando RPG e educação. E no Xº Colóquio sobre Questões Curriculares / VIº Colóquio Luso Brasileiro de Currículo, na UFMG, também apresentarei pôster e comunicação oral sobre dois temas diferentes abordando RPG e educação, além de um minicurso sobre RPG e Educação. E estou pleiteando outros eventos, aguardem.

Também estive em Curitiba em julho e pude prestigiar o lançamento de mais um livro sobre o assunto, o título é "RPG e educação: pensamentos soltos", dos camaradas Matheus Vieira, autor e Fernando Alves, ilustrações.

Estas conquistas recentes, pois a estrada já está com algumas milhas percorridas, não é apenas minha, é de todos nós que construímos um futuro e também um presente cada vez melhor para nossa querida diversão de contar histórias.

Gilson

23 de março de 2012

Curso RPG e Educação à distância


Ao final do curso, o aluno deve estar apto a explicar de que forma as mudanças na sociedade implicam em uma necessidade de mudança nas práticas educativas, conceituar o RPG, relatar sua história e seus diversos tipos e discutir, com base em uma perspectiva crítica, como o RPG tem sido utilizado e seu potencial em uma proposta educativa inovadora. Saiba mais:


http://nead.famecpr.edu.br/loja/product.php?id_product=16 

20 de janeiro de 2012

A mecânica não é importante, concentre-se no sistema e no cenário




Quando menciono ‘mecânica’, estou referindo-me ao modo que são feitas as resoluções aleatórias dos conflitos, sejam dados com melhor resultado para mais ou para menos, sejam cartas, dominós, caça-palavras, a combinação de dois ou mais desses métodos ou qualquer outra forma.

Além de inúmeras reflexões, tenho acompanhado diversas resenhas de RPGs na enciclopédia digital Le Grog, www.legrog.org, e a forma que eles publicam a descrição dos jogos sempre há um ou mais parágrafos dedicados ao sistema de cada um. E este sítio digital tem procurado catalogar tudo que já foi publicado de RPG no mundo, tanto que há detalhes sobre as publicações em vários idiomas, inclusive em algumas do Brasil. Eles mesmos admitem que é um trabalho hercúleo, mas continuam. Em outra oportunidade faço uma resenha específica sobre este ele, que tornou-se meu guia principal sobre os JDRs/RPGs, os jogos de representação.

E ao ler cada vez mais sobre os mais variados títulos, é nítida a grande utilização da mecânica de rolar o(s) dado(s), somar alguma coisa e alcançar um número alvo. Isto eu defino como mecânica de solução de conflitos, ou simplesmente mecânica. É importante frisar que regras de jogo pela legislação brasileira não podem pertencer a uma única empresa. Não sei como é isto precisamente, mas como conheço jogadores que são advogados, pedirei orientação a eles.

O sistema, de meu ponto de vista, é como os números utilizados no jogo surgem. Sejam números adquiridos por uma “classe de personagem”, poder da magia, compra de pontos de perícias, etc.

A partir de todas estas colocações, penso que investir no esforço de desenvolver uma mecânica inédita, que funcione bem e seja interessante, pode ser um processo demorado. Se já existe esta mecânica largamente utilizada (e conhecida), o criador de jogos de representação poderia investir sua energia e tempo no sistema e mais ainda no cenário/tema de seu jogo.

Gilson