19 de julho de 9000

Bibliografia RPG e Educação



Bibliografia de pesquisas de mestrado e doutorado no Brasil que abordam os jogos de RPG. Em atualização constante, 14 de junho de 2018. Postagem fixada em primeiro.

ATENÇÃO!  Algumas pesquisas aqui apresentadas não tocam diretamente no tema dos jogos de RPG, que são caracterizados pela contação de histórias coletivas onde os participantes são autores e personagens das tramas. Aqui há também pesquisas que tratam de jogos eletrônicos, LARP, aventuras-solo e outros temas.

Esta decisão foi necessária para ampliar as relações entre os temas e objetos das pesquisas, que inevitavelmente se relacionam. Além disso, estas outras pesquisas podem gerar pistas investigativas.
[
continue lendo]

22 de julho de 2018

Sobre publicação de RPGs nos tempos atuais


RPG em livretos

De Olivia Hill, tradução Hiram Alem com permissão da autora.
______

Então… design de jogos. Quanto mais eu exploro, mais eu sinto que ensaios e livretos funcionam bem melhor para o formato do que livros. O Manifesto Comunista foi um livreto de 80 páginas e conseguiu cumprir seu objetivo e além.

Quando eu trabalhava para a White Wolf eu insistia para fazermos Vampiro 5E como um livreto. 60–80 páginas. Com regras o bastante que você poderia, literalmente, imprimir em uma carta de baralho. Mas eu recebi respostas negativas por que “nosso público gosta de coleções.” Isso quer dizer que a jogabilidade e o foco precisavam ser secundários em relação à forma. A forma, nesse caso, tinha que ser um tomo com uma espinha que fosse imponente em uma estante e tivesse uma durabilidade de 20 anos ou mais e, talvez, fosse aberto apenas uma vez. [continuar lendo]

17 de julho de 2018

Bandeirantes Mercenários





Depois de 25 anos da publicação de O Desafio dos Bandeirantes até a publicação de A Bandeira da Arara e do Elefante, de 1992 até 2017, tornou-se possível vivenciar aventuras fantásticas em nossa cultura, com as mais diversas e únicas criaturas e também com mazelas socioeconômicas, como a miséria e a escravidão.

Este imaginário brasileiro também impulsionou tantos outros projetos, que de vez em quando esbarro com eles pelas redes digitais, seja em blogues ou outros lugares.

Agora apresento sugestões de personagens para este cenário para o RPG Mercenários de Espada e Magia.

• Jogue os dados, some, maior valor vence. Se for empate, há complicações. Pronto, acabou.

• ROLAGENS SIMULTÂNEAS, ninguém espera a vez.

• Para eventos, ou apresentar seu cenário favorito ou ainda campanhas curtas (aceita muitas pessoas jogando). Apenas 17 páginas de regras. PDF http://bit.do/enLCR


- Bandeirante
Atletismo +1, Combate +2, Conhecimento +3, Interação +2, Ladinagem +1, Natureza +0, Sintonia +1.
Benefícios: Força de Vontade, Forte.
Adversidade: Alcoolismo.


- Caçador Indígena
Atletismo +2, Combate +2, Conhecimento +0, Interação +1, Ladinagem +3, Natureza +1, Sintonia +1.
Benefícios: Prontidão, Senso de Direção.
Adversidade: Obsessão em explorar o desconhecido (fanatismo)


- Condutor Espiritual Indígena
Atletismo +1, Combate +2, Conhecimento +2, Interação +1, Ladinagem +0, Natureza +1, Sintonia +3.
Benefícios: Sintonia Arcana, Curandeiro.
Adversidade: Senso do Dever (com o povo indígena)


- Guerreira Africana
Atletismo +3, Combate +2, Conhecimento +1, Interação +2, Ladinagem +0, Natureza +1, Sintonia +1.
Benefícios: Forte, Força de Vontade.
Adversidade: Estigma Social (ex-escrava)


- Feiticeiro Africano
Atletismo +1, Combate +1, Conhecimento +3, Interação +2, Ladinagem +0, Natureza +1, Sintonia +2.
Divindade: Ogum, orixá da guerra.
Magia divina diária exclusiva: Fúria da Guerra.
Benefícios: Sintonia Divina, Sentir Magia.
Adversidade: Estigma Social (ex-escravo)

6 de julho de 2018

Personagens: viking • templário • samurai


PERSONAGENS HISTÓRICOS. Todos sem Sintonia para cenários históricos. ___

- Viking
Atletismo +2, Combate +2, Conhecimento +1, Interação +1, Ladinagem +1, Natureza +3.
Classe social: Plebeu.
Benefícios: Cura Rápida, Senso de Direção.
Adversidade: Fanatismo (conquista de terras). ___

- Templário
Atletismo +1, Combate +2, Conhecimento +3, Interação +1, Ladinagem +1, Natureza +2.
Classe social: Membro de ordem religiosa.
Benefícios: Forte, Prontidão.
Adversidade: Fanatismo (religião). ____

- Samurai
Atletismo +1, Combate +2, Conhecimento +2, Interação +3, Ladinagem +1, Natureza +1.
Classe social: Nobre (casta samurai).
Benefícios: Força de Vontade, Alfabetização.
Adversidade: Senso do Dever.

_________________________

• Jogue os dados, some, maior valor vence. Se for empate, há complicações. Pronto, acabou.

• ROLAGENS SIMULTÂNEAS, ninguém espera a vez.

• Para eventos, ou apresentar seu cenário favorito ou ainda campanhas curtas (aceita muitas pessoas jogando). Apenas 17 páginas de regras. PDF http://bit.do/enLCR



O cyberpunk é agora?


O cyberpunk é agora?

“[...] A palavra 'cibernética' vem do grego 'kiberus', "controle". A palavra "governo", aliás, vem de uma tradução latina um pouco oblíqua de 'kiberus'. A cibernética é a área do saber que se dedica a estudar as relações entre informação e controle de um sistema”.  Em MARTINO, Luis Mauro Sá. Teoria das mídias sociais. Petrópolis-RJ: Vozes, 2014.

É entendido ‘cyberpunk’ como muita tecnologia digital e muita violência, geralmente em ambientes urbanos. Não há pessoas substituindo olhos ou braços por partes artificiais por vontade ou estética, apenas em caso de saúde, a um custo. Mas há mais elementos perpetuados pela cultura ‘cyberpunk’. Ainda há a outra metade do termo, o ‘punk’, o movimento cultura, de contracultura e de resistência aos governos.

O que temos nos últimos anos é muita violência e o avanço da tecnologia digital, marcada pela massificação dos telefones móveis com acesso à rede mundial de computadores. Seriam estes celulares-computador os implantes ciborgues, a união do artificial e do biológico? Além disso, há os óculos com informações sobrepostas sendo testados com bastante avanço.

Não há carros voadores, mas os helicópteros nos grandes centros urbanos prestam serviços ao Estado (polícia, resgate) e a quem pode pagar (corporações). E há os drones para transporte de pessoas sendo testados, helicópteros menores.

Empresas gigantes fundem-se umas às outras, maiores compram menores e ainda mantêm os nomes das compradas, suas identidades comerciais. Há biotecnologias cada vez mais avançadas, há plantas para o consumo sendo modificadas, há mapeamentos genéticos de plantas, humanos, microrganismos e animais.

Há drogas cada vez mais diferentes e derivadas das drogas mais usuais ou ainda de outras fontes, e outras artificiais. Podemos pensar também em ‘drogas sociais’ como uso intenso do digital seja jogando, navegando, desbravando as redes sociais digitais.

E também há a propaganda excessiva. Algumas cidades limitaram a poluição visual nas ruas, mas a propaganda segue massivamente nos ambientes digitais: no email, sobre as imagens, antes-durante-depois de vídeos, nas páginas, nos programas para computador e celulares, em todo o lugar.

Penso que já estamos no cyberpunk há alguns anos.

Prof. Gilson Rocha de Oliveira

29 de junho de 2018

Mercenários de Espada e Magia - para eventos, ou apresentar seu cenário favorito ou campanhas curtas


Mercenários de Espada e Magia • Jogue os dados, some, maior valor vence. Se for empate, há complicações. Pronto, acabou. ROLAGENS SIMULTÂNEAS, ninguém espera a vez. Para eventos, ou apresentar seu cenário favorito ou ainda campanhas curtas (aceita muitas pessoas jogando). Apenas 17 páginas de regras. PDF: http://bit.do/enLCR

Experimente e faça críticas e sugestões.

Prof. Gilson Rocha



Bibliografia RPG e Educação - atualização






Bibliografia de pesquisas de mestrado e doutorado no Brasil que abordam os jogos de RPG. Em atualização constante.

Algumas pesquisas aqui apresentadas não tocam diretamente no tema dos jogos de RPG, que são caracterizados pela contação de histórias coletivas onde os participantes são autores e personagens das tramas. Aqui há também pesquisas que tratam de jogos eletrônicos, LARP, aventuras-solo e outros temas.

http://rpgsimples.blogspot.com/2010/07/bibliografia-rpg-e-educacao.html

Prof. Gilson Rocha